Não ao golpe do Postal Saúde

Em defesa da Fentect e do convênio médico

Declaração do Movimento de Oposição ao Peleguismo nos Correios contra a tentativa da ECT de dividir os trabalhadores e impor o Postal Saúde
IMG_1241

Estamos manifestando nosso repúdio à atitude da Direção da ECT, que por intermédio da CT/VIGEP 2326/2013 – datada de 24/10/2013, continua a tentar interferir na organização da categoria, ignorando a Fentect e convidando os Presidentes dos Sindicatos para reunião no dia 12/11 às 9h em Brasília, com as passagens e hospedagem custeadas pela ECT, alegando estar interessada em “dar continuidade aos assuntos constantes da pauta de negociação”.

Na medida em que o convite da ECT foi direcionado aos presidentes de sindicatos de trabalhadores dos Correios, visando retirar da negociação a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (FENTECT), única representação nacional dos trabalhadores, consideramos um ataque à organização nacional da categoria.

Esta conduta desrespeitosa e ilegal da ECT em relação à organização dos trabalhadores foi uma constante na campanha salarial de 2013/2014.

A direção da ECT, que não queria negociar nada com a Fentect, tentou de todas as formas fraudar a campanha salarial, tentando inserir nas negociações elementos que não possuíam nenhum poder legal para negociar, como a Findect- que sequer tem registro sindical válido no Ministério do Trabalho e Emprego. Inclusive induzindo a erro os trabalhadores, dizendo que negociava com duas federações, através de seu boletim interno “Primeira Hora”.

Após a Findect ser desmascarada por declaração escrita pelo Ministério do Trabalho e Emprego, a direção da ECT, sem poder se utilizar desta falsa federação, insistiu em burlar a lei e forjar negociação nacional fraudulenta com sindicatos regionais, como o SINTECT-SP, SINTECT-RJ, SINDCETEB/BRU, SINTECT-RO, SINTECT-TO, SINTECT-RN E SINTECT-AP.

Também orientou os Diretores Regionais a convocar os Presidentes dos sindicatos dos trabalhadores dos Correios assinarem o Acordo Coletivo de Trabalho, passando por cima da negociação feita pelo Comando Amplo de Negociação da Fentect.

Até mesmo o TST – Tribunal Superior do Trabalho criticou a direção da ECT que tentou dividir a categoria, comandando uma operação fraudulenta do acordo regional, que não possui nenhuma validade legal.

Por isso o convite direto aos sindicatos é uma forma de burlar a decisão judicial e incluir os sindicatos que se desfiliaram da FENTECT no claro objetivo de persistir na intenção de interferir na organização dos trabalhadores, tentando dividir a categoria se utilizando principalmente dos pelegos presidentes dos sindicatos de SP, RJ e Bauru, responsáveis pelos limites impostos ao conjunto dos trabalhadores na recente campanha salarial 2013/2104;

Este convite diretamente aos presidentes dos sindicatos é um afronta a livre organização dos trabalhadores onde são os trabalhadores que decidem quem os representa nas reuniões, plenárias, comissões de negociações e qualquer outro processo de negociação não sendo a empresa quem escolhe quem representa o sindicato;

Queremos uma negociação institucional, onde a direção da ECT respeite em primeiro lugar à livre organização dos trabalhadores, que em âmbito nacional é a Fentect, única e legitima representante dos trabalhadores.

Em segundo lugar que a ECT respeite nossa pauta, que passa necessariamente pela anulação completa do golpe do Postal Saúde, extinção das Terceirizações, do pagamento de todos os passivos referentes ao PCCS1995, da entrega das correspondências só pela manhã, contratação de 110 mil funcionários, pelo fim das perseguições pós-greve e todo o assédio promovido pela ECT dentro das unidades operacionais.

Brasília, 11 de novembro de 2013

Mope – Movimento de Oposição ao Peleguismo

Corrente Sindical Nacional Ecetistas em Luta-PCO, Intersindical, independentes, direções dos sindicatos dos Trabalhadores dos Correios de Minas Gerais, Campinas, Paraná, , Mato Grosso, Roraima, Santa Catarina, Amazonas e Piauí.

Anúncios

Um comentário sobre “Não ao golpe do Postal Saúde

  1. Importante é dar ciência a base sobre os desdobramentos a respeito do Plano médico. Esclarecer pontos cruciais que ficaram sem sequer qualquer discursão. Fundação, registro e autorização do Postal Saúde à revelia da categoria sob ínfimo pretexto de adequação da ANS, que quase não modifica as alterações da ANS, já que em sua maioria estão contemplados no Correios Saúde. Mobilizar pra dezembro é uma necessidade imperiosa. Só assim, nesse mês que é crítico para ECT que a gente pode conseguir acender a luz amarela da ECT!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s