Caos no CDD GLÓRIA: Greve para acabar com o sistema de escravidão que está sendo implantado pela ECT

Desde o dia 18/11 a  “Equipe” do CDD Glória,  conhecida por ser uma das melhores para se trabalhar, da noite para o dia virou uma das piores, pois vem sofrendo com a implantação do novo sistema de triagem por CEP, a tal da TD única. Uma imposição dos coronéis que dirigem a empresa em Brasília e só prejudica os trabalhadores.

Fomos surpreendidos por essa mudança de sistema que veio logo após a implantação de um SD (Sistema de Distritamento – divisão dos setores a serem percorridos pelos carteiros) improvisado e mal feito, e tudo isso está gerando muito desgaste pra todos. Sabemos que no correio isso não é novidade, mas isso aí “tá osso” de suportar. Esse novo sistema, que segundo eles, é pra otimizar a qualidade dos serviços, desde o primeiro dia de implantação vem dando um efeito contrário, gerando resto (sobra nos distritos), horas extras em excesso, problemas ergonômicos, absenteísmo, carteiros saindo pra rua às 3 horas da tarde (quando o horário normal de saída é próxio, stress,  peleguismo, dentre outros males que vem se arrastando ao longo dos dias. Ou seja estão simplesmente destruindo a saúde dos ecetistas e a unidade de trabalho.

Apesar da gestão local ter admitido que o sistema é falho e que não deveria ter sido implantado, estão fazendo bem o trabalho de coagir todos aqueles que se opõem ao sistema chamando na “salinha” para intimidar e obrigá-los a dar conta do excesso de trabalho gerado pelo novo sistema escravista de sucateamento.

No decorrer do processo verificou-se que a empresa não esperava por alguns imprevistos, como o quantitativo de “CEP errado” e percurso improdutivo. Gerando com isso um re-trabalho interno e um tempo externo que extrapola o horário legal de saída do trabalho. Claro que estas alterações sempre são feitas por gente que nunca trabalhou de carteiro na vida e não conhece a realidade do trabalho.

Suspeita-se que a tentativa desse projeto é de que a ECT não tenha que depender do conhecimento do carteiro, visto que, a triagem por CEP possibilitará qualquer mão de obra disponível para realizar o serviço interno, desde a triagem ao ordenamento. Basta seguir o boletim de itinerário que qualquer “MOT”, contratado, terceirizado estará apto a realizar o serviço do carteiro.

Enquanto isso, a unidade sofre com a tentativa dos “cabeças pensantes” de implantar mais uma armadilha maliciosa e perspicaz contra os trabalhadores.

É preciso um olhar atento acerca de tudo que se passa por trás dessa nova armadilha, onde somente se destaca o valor quantitativo.

Pedimos a diretoria do SINTECT-MG que publique esta denúncia de mais uma covardia gerencial que a empresa está promovendo, pois esse é o anseio da maioria dos colegas da unidade.

Pelo fim do sistema escravagista que está sendo implantado no CDD Glória!

Greve Geral em dezembro para defender o Plano de Saúde e para acabar com esta operação maliciosa da ECT/DR/MG para aumentar a exploração dos trabalhadores nos setores de trabalho!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s