Para organizar a luta da categoria: Plenária Nacional da Fentect começa hoje

Trabalhadores de vários estados estão presentes em Brasília para debater os rumos da luta contra o Postal Saúde

correios. ed sede

A Plenária Nacional da Fentect vai acontecer hoje. Delegados e observadores de vários estados estão em Brasília para debater a organização da luta contra o Postal Saúde.

Mesmo com o boicote aberto dos sindicalistas traidores, que querem aceitar o golpe da Mesa de Negociação Permanente que a ECT formou para fazer a categoria engolir o Postal Saúde, a Plenária acontece hoje.

O principal ponto de discussão da Plenária Nacional será o Postal Saúde. A empresa quer a todo custo privatizar o plano de saúde da categoria, colocando em prática o Postal Saúde. Para aprovar esse golpe, a direção da ECT está ressuscitando o velho Balcão de Negócios com os sindicalistas traidores. A jogada da vez é juntar os presidentes dos sindicatos pelegos e, sem nenhuma participação da categoria, aprovar o Postal Saúde. Nessa reunião, que está sendo chamada de “Mesa Nacional de Negociação Permanente” a empresa vai oferecer benesses para os sindicalistas, disfarçadas com algumas migalhas que serão apresentadas para os trabalhadores como “grande vitória”. Enquanto isso, aprovam o Postal Saúde, que vai representar a maior perda da categoria de todos os tempos.

Para se contrapor a esse golpe, os elementos combativos da Fentect, componentes do Movimento de Oposição ao Peleguismo (MOPe), convocaram a Plenária Nacional para mobilizar os trabalhadores. Somente com uma ampla discussão e a mobilização da categoria será possível derrotar o Postal Saúde e a privatização do Convênio Médico. É necessário organizar a greve ainda para dezembro para derrotar o Postal Saúde.

Além da discussão sobre o Postal Saúde, a Plenária Nacional vai debater também o calote que a ECT quer dar nos passivos do PCCS 95. Alguns sindicatos ganharam ações na Justiça obrigando a ECT a pagar o que deve aos trabalhadores. No entanto, a direção da ECT afirmou que vai dar o calote na categoria. Alguns sindicatos, como Campinas E Vale do Paraíba, já estão em estado de greve contra esse calote.

A Plenária Nacional deve organizar verdadeiramente a luta unificada dos trabalhadores contra esses ataques da empresa.

Share this:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s