Traidores fraudaram assinatura da Fentect na MNNP

Membros da ala traidora da federação, da Articulação Sindical/PT, estão participando da mesa paralela para ajudar a empresa a destruir o Plano de Saúde da categoria

novamesa

A direção da ECT formou uma mesa paralela de negociação apelidada pelos trabalhadores como Manobra Nacional de Negociação Pelega (MNNP). O intuito principal da empresa era usar os pelegos presidentes dos sindicatos para aprovar a Postal Saúde e a destruição do Convênio Médico da categoria, tudo por fora da Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios). No entanto, nada pode ser alterado sem o consentimento da federação, única representante dos trabalhadores capaz de negociar e assinar qualquer ponto relacionado ao Acordo Coletivo.

Por isso, além dos presidentes pelegos dos sindicatos da Articulação Sindical e MRL do PT e da CTB/PCdoB, a empresa também está contanto com a ajuda de verdadeiros estelionatários políticos de dentro da própria Fentect. Membros da ala traidora da federação, ligados à Articulação Sindical/PT, estão participando da MNNP e assinando os acordos em nome da Fentect de maneira completamente ilegal.

Os traidores que estão usando ilegalmente o nome da Fentect para aprovar a Postal Saúde são: José Rivaldo “Talibã”, Amanda Corcino “Marmitex”, Emerson Marinho “Pato Roco” e Robson Pereira, todos eles do PT-Articulação. O velho conhecido pelego “Talibã” chegou ao cúmulo de passar por cima da Plenária Nacional e enviar um documento para a ECTcom sua assinatura e com timbre da Fentect autorizando esses pelegos a participarem da MNNP. Uma fraude. Esses traidores estão no bolso dos banqueiros que querem privatizar a ECT.

A Fentect em várias ocasiões já anunciou que não participará das reuniões da MNNP, além de ter denunciado o golpe para a categoria. Primeiro, a companheira Anaí Caproni, então secretária-geral da Fentect no semestre passado, já havia enviado uma carta oficial para a empresa dizendo que a Fentect não participaria da mesa e desautorizando qualquer um que usasse o nome da federação para ajudar a empresa nesse golpe. Depois disso, em dezembro, foi realizada a 36a Plenária Nacional da Fentect que aprovou por unanimidade a não participação na mesa paralela. No início do ano, o atual secretário-geral, Edmar Leite, também enviou documento afirmando a não participação da Fentect. Por fim, nos dias 18 e 19 de janeiro, a 37a Plenária Nacional também aprovou por unanimidade que a Fentect não participará da mesa e fará uma campanha na base, denunciando aqueles que estão agindo em conluio com a ECT para destruir o plano de saúde.

A direção da ECT simplesmente está ignorando a decisão dos trabalhadores e continua aceitando a presença de seus “pau-mandados” na mesa, além de anunciar de maneira mentirosa que a Fentect está participando da MNNP.

A fraude é ainda mais grave, pois eles estão forjando documentos para que a ECT induza a Justiça a aprovar a Postal Saúde com a falsa alegação de que a Fentect participou da negociação.

A 37a Plenária da Fentect aprovou uma moção de repúdio à ação desses estelionatários políticos. É necessário que os trabalhadores excluam de uma vez por todas esses meninos dos patrões de dentro do movimento sindical. Esses traidores vão pagar caro pela ajuda que estão dando à ECT para destruir um dos principais direitos da categoria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s