Carta aberta do Sintect-MG aos militantes do Mope e aos trabalhadores dos Correios de Santa Catarina e de todo o Brasil

cropped-sindicato-de-minas-gerais-e1397663226968.jpg

Não ao golpe!

A direção do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Minas Gerais vem a público denunciar que está em marcha em Santa Catarina uma fraude grotesca do processo eleitoral para a direção do Sintect-SC patrocinada pela direção da ECT.

Como maior sindicato filiado à Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios (Fentect) consideramos fundamental fazer a denúncia e dar o combate para impedir que a empresa tome o sindicato das mãos dos trabalhadores de base e integrantes do MOPE, se valendo dos setores divisionistas da nossa categoria, representado pelo PSTU-Conlutas, em Santa Catarina a chapa de Oposição, chapa 2 e dos pelegos da Articulação Chapa 3.

Para enfraquecer o movimento de Oposição Nacional, que defende a unidade da categoria e mostrou sua força ao derrotar os pelegos do PT no último Congresso Nacional dos trabalhadores, a empresa conta com o apoio dos divisionistas do PSTU-Conlutas desde antes do Congresso Nacional de 2012. Naquela ocasião pregavam a impossibilidade de derrotar o PT na direção da Fentect, apoiando na prática sua permanência para justificar o rompimento com a entidade para a criação de uma federação anã, paralela, dividindo a categoria em nível nacional, o que foi levado a cabo pelo PCdoB, seus aliados em São Paulo e Rio de Janeiro, com o apoio declarado do PSTU.

Agora, nas eleições sindicais, este setor está abertamente sendo apoiado pela empresa. Foi assim em outras eleições país afora, como, por exemplo, na Paraíba, e agora acontece em Santa Catarina. Neste caso estão desconsiderando os votos de mais de 300 trabalhadores, do interior do estado, para dar a vitória para a chapa 2 numa diferença de 11 votos, sendo que dos votos efetivamente contatos uma parte maior que esta diferença foi objeto de contestação por graves infrações cometidas pela Chapa 2.

O apoio da empresa ficou evidenciado quando o PSTU, com capangas, invadiu a sede do sindicato no dia 8 de maio forçando a contagem dos votos sem que tivesse chegado os votos do interior, o que só aconteceu no dia seguinte, 9 de maio, depois da apuração parcial dos votos que dava vitória da eleição para a chapa 2 com a diferença de 11 votos.

Os votos por correspondência vindos do interior permanecem sem serem contabilizados até esta data, porque os pelegos divisionistas, apoiados pela empresa, querem dar a eleição por encerrada deixando de contar mais de 300 votos dos trabalhadores do interior do estado.

O Sintect-MG manifesta total apoio aos trabalhadores de Santa Catarina e chama todos os membros do Mope,  todos os sindicalistas combativos do país, e a Fentect a apoiarmos a Chapa 1 a reagirmos contra a tentativa da empresa de tomar o sindicato enfraquecendo a luta nacional da categoria e da nossa Federação Nacional.

Não à fraude!

Fora os sindicalistas a serviço da direção da ECT!

Fora os que querem destruir o movimento nacional da categoria!

Por uma direção classista, de luta e de base em todos os sindicatos, sem rabo preso com o patrão!

 

Belo Horizonte, 16 de maio de 2014

Robson Silva

Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Minas Gerais – Sintect-MG

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s