Lutar contra o golpe da direita: Trabalhadores dos Correios: nas ruas dia 13 de março

Contra a privatização, pela reestatização da Petrobras, o fim das demissões e pelo controle operário da produção

No dia 13 de junho, movimentos sociais, sindicatos e centrais sindicais estão convocando grandes atos nas principais cidades brasileiras para lutar contra o golpe que a direita nacional e os grandes capitalistas estrangeiros estão preparando contra a classe operária.

A categoria dos Correios está sofrendo esses ataques que os banqueiros querem aprofundar ainda mais contra as condições de vida dos trabalhadores. O governo pelego e covarde do PT está privatizando os Correios através de uma série de medidas, obedecendo os anseios desses banqueiros. Mesmo assim, esses capitalistas estrangeiros não estão satisfeitos. Eles querem destruir completamente os Correios e toda empresa pública e acabar com a economia nacional.

Por isso, setores da extrema direita, de partidos de direita como o PSDB e a imprensa vendida como a revista Veja e a Rede Globo estão fazendo uma campanha contra o governo petista. Os trabalhadores dos Correios, mais do que ninguém, sabem como o governo do PT tem sido prejudicial para a categoria. Mas o que está em jogo com a campanha articulada pelos capitalistas pedindo o impeachment de Dilma é um ataque ainda mais brutal e profundo às condições de vida de toda a população. Para isso, precisam atacar os sindicatos e todas as organizações dos trabalhadores.

Se hoje o PT privatiza os Correios a conta gotas, um golpe como quer a direita será colocado em prática para entregar todo o correio nas mãos dos capitalistas a preço de banana.

Por isso, os trabalhadores dos Correios precisam se juntar às demais categorias de trabalhadores, como é o caso dos professores, que em São Paulo devem iniciar uma grande greve contra o governo tucano de Geraldo Alckmin nesse dia 13. Sair às ruas contra o golpe, defendendo um programa próprio dos trabalhadores. A greve nacional da categoria ecetista prevista para o dia 17 deve juntar forças aos professores de São Paulo, Paraná e demais trabalhadores.

Todos às ruas dia 13, contra a privatização dos Correios, pela estatização da Petrobras, contra as demissões, contra o arrocho salarial e os “ajustes”, pelo controle das empresas pelos trabalhadores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s